Sobre a Theaterapia

Mergulhar na Theaterapia é uma viagem à Alma Feminina!

A Theaterapia (Terapia da Mulher) tem como premissas de pensamento terapêutico transitar dentro do seguinte universo da Autocapacidade, Libertação das Máscaras, Inspiração, Força, Poder e Energia.

Idealizada por Tamaris Fontanella, trabalha a concepção do Feminino Sagrado voltado a recuperação do princípio que se baseia na amplitude e na habilidade de expressar plenamente o verdadeiro self que consiste em retomar as formas criativas de ser e perceber.
Objetiva o resgate da pulsação saudável para desenvolver um senso de self mais forte promovendo a identificação com a própria natureza, ajudando a mulher a sentir-se mais conectada a este mundo, com seu corpo, com os ambientes que a cercam e a que está inserida, e com a sua sexualidade e sua transcendência espiritual, promovendo assim O Empoderamento Feminino.

3973452_orig

Com relação à mulher, supõe considerá-la produtiva e ativa, com alegria e prazer. Torna a mulher cheia de vida, capaz de vivenciar e se expressar adequadamente através do contato com sua real sensação,  os prazeres e dores, alegrias e tristezas, raiva, amor e sexualidade.

Com uma abordagem transdisciplinar holística e complementar em saúde, apresenta um conjunto de valores, conhecimentos, ferramentas, técnicas e vivências associadas a busca constante da relação entre a energia vital, suas manifestações corporais, integração final na consciência e transcendência espiritual que são abordadas nas áreas Terapêuticas (Holísticas, Transpessoais, Complementares, Arquetípicas), Psicoterapias, Psicopedagogia, Neurociência,  Danças Circulares, Danças Sagradas,  Xamanismo (Caminho Vermelho), Neoxamanismo e Medicinas da Floresta, Oráculos Terapêuticos, Sagrado Feminino Ancestral e Focalização de Constelações Familiares.

separadores-coisas-para-blog-souza-we-cute-girl-capricho-templates-photoscape-ilustracoes-cabecalho-lomo-lomografia-coloridas-tumblr-post-ilustracao-postagemeuastylesthataschultz002

“Thea”, traduzida por si só significa Deusa. A palavra Thea também nos  liga a existência de uma Deusa Mãe pré-helênica, uma Titã. Com base em um poema de Homero, Thea foi casada com o irmão Hyperion , dando à luz Helios (o Sol), Selene (a Lua) e Eos (o Dia). Ela era uma deusa oracular e uma deidade profética de um santuário na região de Phtiotis na Tessália.

Porém, em meus aprofundamentos e contatos, a palavra Thea me direcionou ao termo grego ligado a área da Tealogia atribuído por Valerie Saving e Isaac Bonewits (1976),  que se aprofunda especialmente no estudo da Deusa em “The Changing of the Gods” (Noemi Golderg, 1979) como produções intelectuais sobre a natureza da Deusa e suas relações com o mundo em geral e os seres humanos em particular. Outros estudiosos como Carol P. Christi, Rita Nakashima Brock, Ursula King, Charlotte Caron, Melissa Raphael, Kerry Kelly Novick e Jack Novick (Author) dissertaram sobre o tema aprofundando a ligação da deusa ancestral a mulher contemporânea e sua atuação no contexto de mudança da essência da mulher.

Segundo a etimologia, terapia, do Latim THERAPIA, do Grego THERAPEIA, do verbo THERAPEUEIN, significa tratar, curar. Este termo está bem presente no universo da psicoterapia e na própria palavra. Terapia, terapeuta, vínculo/aliança/relação terapêutica.

“Por mim,  Tamaris Fontanella,  THEATERAPIA é a história, a sacralidade, a resignificação, a transcendência e a reverência por toda a energia feminina em sua pulsação bio-psico-socio-espiritual. Thea é a Teia, tecida por todas as mulheres (Tecelãs Divinas) que vieram antes de nós e virão depois de nós e assim compõem a Irmandade Thea.”

separadores-coisas-para-blog-souza-we-cute-girl-capricho-templates-photoscape-ilustracoes-cabecalho-lomo-lomografia-coloridas-tumblr-post-ilustracao-postagemeuastylesthataschultz002

Como surgiu?

Em 1994, Tamaris Fontanella começa a se aprofundar nos saberes sagrados femininos quando aos 17 anos teve seu primeiro grande rito de transcendência quando foi diagnosticada com câncer.

Durante o período de tratamento, se dividindo entre os estudos na faculdade de biologia e da teologia feminina, foi ordenada Sacerdotisa da Antiga Religião, iniciada no Xamanismo, obteve estudos do kardecismo, da Sévis Gine (magia africana e tahitiana), da Rosa Cruz, da Teosofia e fez diversos cursos como taroterapia, cromoterapia, trofoterapia, radiestesia, astrologia, fitoterapia e muitas outras técnicas terapêuticas.

A partir daí estudar e praticar a Antiga Religião e o Xamanismo tornou-se para nossa idealizadora estudar os Mistérios da Thea  e de todo o Universo da energética ancestral e contemporânea da Mulher, estudar as ferramentas naturais que a Mãe Natureza nos dá para termos saúde física, mental e espiritual.

A perspectiva da Theaterapia surgiu logo após o curso de formação de terapeutas em Energy Healing (1998) onde inicialmente os trabalhos eram focados no resgate da Mulher Ancestral com enfoque na Antiga Religião (Matriarcal). E logo em sua sequência o conhecimento das deusas arquetípicas e do xamanismo matricial passaram a ser ferramentas de condução dos processos terapêuticos. Procurando um nome para diferenciar seu trabalho terapêutico dos encontros feitos com a energia matrifocal foi inspirada pelo livro Working with parents make therapy works (Novick&Novick) reavivando a palavra “Thea” no contexto terapêutico e pelo livro a Goddess within (em português Deusa Interior de Woolger&Woolger) tendo assim as primeiras diretrizes para implementação com nome de Theaterapia.

 

A Theaterapia a partir de então foi moldada com os conhecimentos da Bioterapia, da Naturopatia, da Psicoterapia Reichiana e Junguiana, da Bioenergética, da Terapia  Transpessoal, da Psicopedagogia, das Constelações Sistêmicas, do Xamanismo, das Danças Circulares e Ritualísticas Femininas e diversas técnicas terapêuticas holísticas e complementares em saúde.

Com um caminhar de 9 anos em trabalhos de grupos e atendimento de consultório, em 2007, começa a permeiar o meio acadêmico, e assim a Theaterapia é levada ao V Pré Congresso Internacional de Saúde Mental e Direitos Humanos, no I Diálogo Paranaense de Teatro do Oprimido e no  I Encontro da Luta Antimanicomial em Londrina.

Em 2008 participa da IV JORNADA INTERESTADUAL DE PSICOTERAPIAS CORPORAIS e do  XIII ENCONTRO PARANAENSE DE PSICOTERAPIAS CORPORAIS e no VIII CONGRESSO BRASILEIRO DE PSICOTERAPIAS CORPORAIS em Curitiba apresentando trabalhos da Theaterapia e consolidando uma das suas vertentes a Theadança. E no mesmo ano I Encontro Anual de Terapias e Espiritualidade do Paraná é apresentado o Goddesses Reiki e o sistema Moon Blessing.

Resultado de imagem para mandaleando
Tamaris Fontanella, em 2010, lança seu primeiro livro de pinturas trazendo a arteterapia e a ideia do movimento de pulsação circular dos círculos de mulheres: Mandaleando – Onde eu estiver aonde quer que eu vá e a coleção Manual do Terapeuta com os primeiros 3 exemplares em Terapia Floral de Bach, Austrália e Saint Germain.

Em 2011 surge seu primeiro livro na área da terapia da mulher: Pompoarismo – Reinvente sua Vida Sexual e Melhore sua Saúde Genital lançado no XVI Encontro Paranaense e no XI Congresso Brasileiro de Psicoterapias Corporais.

Outros livros da nossa idealizadora: Celtic Reiki – O Despertar (2010), Toque Terapêutico – Manual do Terapeuta (2010), Herbanário Sagrado – A Fitoterapia Ancestral (2011), Reiki Usui, Tibetano e Kahuna – O Despertar (2011), Introdução a Terapia Floral – Bases e atendimento ao cliente (2013), 2a. edição do Pompoarismo: Reinvente sua vida sexual e melhore sua saúde genital (2014), Conceitos em Terapias Complementares e Holísticas (2015), Conceitos de Psicologia para Terapias Complementares e Holísticas (2015), Ética Profissional em Terapias Complementares e Holísticas (2015), Psicofilosofia Huna (2015), Essências Vibracionais Despertar Feminino: Manual do Terapeuta (2015), O Rosário das Matriarcas: Luz, Paz e Amor a cada rezo (2016)

A Theaterapia continou a co-criar novas áreas de atuação como a Theafotografia (o projeto “Um Olhar sobre as Deusas do Século XXI” e o “Marylin e Eu” foram expostos no  Afrodite Festival Multicultural (SJP/PR) em em diversos espaços terapêuticos).

Inspirou novas comunidades como o Núcleo da Mulher, a Teia de Luz, o coletivo Despertar Feminino, o Instituto Despertar Feminino, a Irmandade de Thea e os Saberes de Thea

Brilhou na Theadança com diversas apresentações e foi a sustentação do Espetáculo Mulheres Dançando a Vida (2010 e 2011).

Lançou novas ferramentas terapêuticas como as Essências Vibracionais do Despertar Feminino e todo uma linha voltada aos aromas da energética feminina,  a Thea Spirit Dolls, as Cartas Oraculares de Thea,  a Mandala de Thea, os Florais Despertar Feminino e formas de expressão e práticas de vida: o Theaxamanismo.

 

 

E em 2016 nasceu o Curso de Formação de Focalizadoras de Círculos de Mulheres – ênfase em Theaterapia.

“Imbuída do sonho antigo da solidificação da Irmandade de Thea, uma centelha que sempre e sempre vibrou dentro dentro de mim,  me coloquei a disposição de reverberar todo meu conhecimento como uma forma de gratidão a tantas mulheres atendidas pela Theaterapia® e também de compartilhar o caminho da sanação do feminino para outras terapeutas. Hoje a Theaterapia®, após mais de 20 anos de estudos e práticas de campo, é um conjunto de ferramentas terapêuticas que englobaram meus saberes da conexão entre a Teoria Reichiana do Desenvolvimento Corporal/Psíquico, Técnicas Terapêuticas Holísticas, Transpessoais, Complementares, Arquetípicas, Psicoterapias, Psicopedagogia, Neurociência,  Danças Circulares, Danças Sagradas,  Xamanismo (Caminho Vermelho, Andino e Mapuche), Medicinas Naturais, Oráculos Terapêuticos, Sagrado Feminino Ancestral e Focalização de Constelações Familiares, com o propósito de alcançarmos o reequilíbrio Bio-Psico-Socio-Espiritual da Energia do Feminino.” (Tamaris Fontanella)

separadores-coisas-para-blog-souza-we-cute-girl-capricho-templates-photoscape-ilustracoes-cabecalho-lomo-lomografia-coloridas-tumblr-post-ilustracao-postagemeuastylesthataschultz002